Foals – “Life Is Yours”

A banda inglesa, há coisa de poucos dias, lançou este “Life Is Yours”, o tão esperado disco que estava guardado no forno. Agora, pronto a ser servido podemos comprovar que o rock alternativo dos Foals está afinadinho ou será que não?



A primeira parte do álbum atinge-nos com ritmos bem dançáveis. Está saliente uma veia mais pop que se torna convidativa ao longo da reprodução do disco. Ou seja, este disco dos Foals e a sua filosofia requer um ligeiro processo de habituação e um mood para ser ouvido e, posteriormente, apreciado. Fala sobre drogas, sexo e todos aqueles temas convenientes e usuais.

Um dos aspetos “menos positivos” que podemos salientar é o défice e a ausência do poder do baixo do Walter Gervers, da sua criatividade musical, no fundo. Anteriormente, existia mais risco, mais imprevisibilidade e coisas mais fora da caixa. Para contextualizar o povo, ele deixou a banda em 2021 e, como tal, sente-se que uma parte da banda se foi embora com ele. A base daquilo que os Foals eram, até então, passava muito pelo Gervers. No entanto, agora não passa. Por isso, vamos ligar o pisca da esquerda e passar à frente.

Este disco é muito pouco consensual. Podemos ler as mais variedades opiniões sobre o mesmo e, o que é certo, é que todas elas acabam por ser válidas. O mundo livre. Na minha ótica o álbum está bem conseguido. Pode ser um álbum menos pujante do que “Holy Fire” ou “What Went Down”, mas consigo detetar muita coisa bem feita.

Em “Life Is Yours”, o apelidado math rock consegue contagiar-nos com a sua energia e com a sua hiperatividade. Existe um espaço e um tempo para este disco ser ouvido. Ou seja, acho que este disco tem a capacidade de fazer com que uma plateia se agite e usufrua do que está a acontecer. Se a plateia optar por ser extremamente rigorosa pode sempre fazer uma birra e permanecer estática por achar que o álbum não se encaixa com este ou aquele pé de dança. Com jeitinho encaixa…

No terreno, acho que este álbum terá um feedback muito mais positivo do que aquele que tem tido.

Neste disco podemos encontrar faixas, com: Flutter, 2am, Wake Me Up, entre outros. De referir que alguns videoclips foram gravados em Kiev numa espécie de mensagem de apoio ao povo ucraniano.

Atualmente, a banda além de dar os seus concertos, encontra-se em turné com os Red Hot Chilli Peppers. Ouvir Foals antes de Red Hot? Que luxo!

Ouçam o disco e tirem as vossas opiniões ou fiquem ainda mais confusos. Este álbum serve mesmo para isso, mas eu gostei! Acho que está aqui uma coisa bem noturna e agradável! Um festival que feche com Foals, fecha sempre bem!











Partilha com os teus amigos